segunda-feira, 7 de junho de 2010

ACE: Música

Boa noite, leitores de agasalho de moleton!!

Nem vem falar que moleton é coisa de pobre, pq todo mundo tem uma bruza blusa de moleton que só usa dentro de casa quando tá frio. Você tem que eu sei!! Nao adianta negar!!

Bem, deixando alguns conformismos da moda intimista, vamos ao post inicial da série: Amadurecimento, Conformismo ou Enlouquecimento: Música.



"Vem meu amor, vem com calor,
Pro meu corpo se enroscar
Vem minha flor, vem sem pudor,
Em seus braços me matar."

Muito bem, esses versos todos calorentos e tropicais sao originarios de uma música do Luiz Caldas, Tieta, para dar uma aquecida nessa noite tao fria! Chegue bailando!


Quando eu comecei a escutar musica, eu gostava do que tava tocando no rádio e passando na tv. No meio dos anos 90, a sensaçao do momento era o grupo do Tcham, que antes se chamava Gera Samba. Passei uma infancia dançando o tcham (com a botinha da Carla Perez) e brincando com o bambolê do Tcham, o Bambotcham. Pausa para o momento vergonha alheia.


♪ ♫ Conheci uma menina que veio do sul, ♫ ♪

Só sei dizer que enquanto eu dançava a Dança da Cordinha, escutava os adultos falando coisas como "No nosso tempo nao era assim, as músicas tinham conteúdo, blablablá whiskas sache". Conteúdo?! Me fala, cara pálida, que conteúdo era apreciavel nos versos das lambadas contagiantes e super presentes no anos 80 de um Magal todo cigano e caliente dando em cima das chacretes?! Musicas de reflexao?! Nao! Eram na verdade músicas de flexao. As mulheres tinham que ficar todas moles pra dançar lambada. Uma doidera!


Observe a malemolencia necessaria pra dancar uma bela lambada!

Depois de um tempo, veio a fase Rock n`Roll from Hell Night Walker. Mais que Paola Bracho, desprezava qualquer alusao musical ao axé tao dançado por mim na minha infancia musical supostamente feliz. Eu simplesmente odiava tudo isso, com todas as minhas forças. Também tinha desdém por ritmos como Pagode e Forró. Posteriormente esse desdém também se manifestou sobre o Funk e o estilinho Emo.

Por muitos anos, essa era a descriçao que eu sempre dava ao pagode.


Hoje, eu acho graça de quase todos os ritmos musicais. Eis a questao: isso se dá a um Amadurecimento da minha mente misturado a um Conformismo do tipo "sempre vai existir musica ruim" ou a um Enlouquecimento total eclipse of the heart de minhas faculdades mentais?!

Sério, gente.. antes eu me incomodava só de ver um Emo na rua. Hoje quando vejo eu dou risada, junto também com a galera da familia Restart e aquele outro pessoal mais antiguinho que se fazia de gotico só porque tava usando uma camisa do Evanescence. Tem vários jovenzinhos aqui perto da minha casa usando calças coloridas, mullets e ficando com seus amiguinhos e amiguinhas. Os gotiquinhos de araque desapareceram, mas também me rendiam alguns risos desfarçados escapulindo pelo cantinho da boca. Calypso na tv?!? Eu chego a assistir, se nao tá passando algo mais legal. Acho engraçado o jeito da Joelma cantar. As letras sao super Maria do Bairro, fazendo ora o esquema "voce me deixou", ora o esquema "nao to mais nem aí, e vamo de cavalo manco, baby,tchau,goodbye pra voocee!"

E eu sempre me pergunto: Porque que eu consigo achar graça do Forró, por exemplo, mas nao consigo achar graça no Pagode atual?? Será que eu ainda nao cheguei em um nível mais avançado de amadurecimento / conformismo Enlouquecimento?? Sério, se tocar no radio"marrom bom bom (1)" eu até canto junto, rebolo e interpreto, mas se tocar um pagode desses novos eu me irrito facil facil. Até falar sobre forró é engraçado. Uma vez uma amiga da minha mae disse que a irmã dela tava ficando culta, escutando Djavan. Quando a garota (a irma) apareceu, foi correndo mostrar para a minha mae o mais novo cd que ela tinha comprado, o cd da banda Djavú.

Duas letrinhas que sao capazes de provocar um abismo cult. Mais fácil aprender japonês em braile, que conseguir escutar uma música inteira do Djavú.

É, gente bonita e sensual, hoje eu acho graça de quase tudo isso. Mas também, vamos em doses homeopáticas. Escutar mais que 2 músicas de forró ou pagode já é demais para minhas veias hard rockers farofentas.

Um beijao no coraçao de todo mundo!
Mari

---------------------------------
Nota Explicativa
(1) Nao sei como consegui coragem para pesquisar no you tube "marrom bom bom" pra deixar o link pra vcs. Só sei dizer que consegui, e como de costume, morri de rir quando chegou na parte fatídica dos versos introdutórios ao grandioso refrao, "tira a calça jeans/ bota o fio-dental/ morena voce/é tao sensual".

(2) Let me go crazy on you, Thi. Feliz 4 anos de namoro.
(3) Como eu comecei a escrever esse texto na madrugada do dia 7 para o dia 8, ficou datado no dia 7.. =S


6 comentários:

Satie-chan disse...

Eu ouço forró... Ok, eu danço forró, logo eu preciso ouvir. Mas é um ritmo musical gostoso, até.
Tá, eu sei, eu tô longe de ser a rockeira heavy metal...
Acho que ser eclético faz bem à saúde =)
Mas pagode não tem jeito, não desce de jeito nenhum. Nem funk.

Beijo


PS: What the hell...? Morri de rir com o refrãozinho tosco do fio dental/sensual xDDDD
PPS: Que raio de palavra é "phani"?? [tá na verificação de palavras]

Fernanda Belote disse...

HAHAHAHA morri de rir aqui!!!!
Eu também dançava o Tcham, e adorava o meu Bambotcham, eu era fera na arte do bambolê!!!
Eu deveria fazer um vídeo aula de como rebolar com seu bambotcham!!!! hohooho
BJOCASSS

Juliete disse...

Ai Mari vc é d+++ mesmo! kkkk
Nunca curti pagode realmente não faz meu estilo!
Djavú ninguém merece!
Mais vc nem imagina o q eu passo aqui na minha região!!! em todo lugar toca Melody! isso sim ninguém merece! kkkk

Parabéns pelos 4 anos de namoro!

Beijão

Fernando Navarro disse...

Então acho que podemos chamar de mutação, ainda bem isso ocorre, pelo menos com algumas pessoas. Quando comecei a cutir música, no final dos anos 80, o que pegava era technotronic, snap e muito legião urbana. Isso era o que toca nas rádios e eu gostava disso, mas com certeza devia ter uma galera que estava horrorizada com aquele sonzinho. Depois disso, achei que tinha amadurecido, e entrei na fase Hendrix, Joplin, Doors... Passaram outras fases como Bauhaus, muito Floyd, Alpba Blondy, Roberto Carlos, Rage Against... Ate a dark side elouquecedoura do pagode, durante minha fase hunter!! Continua no outro post.

Fernando Navarro disse...

Hoje não acredito que esteja conformado, talvez mais cr'itico, mas quando me pego pirando nos clips da lady gaga, penso:  realmente enlouqueci, estou conformado que amadureci !!! 

Muito boa sua reflexão!! Beijos 

Gabriel Gonzaga disse...

1° RIndo mto do blablabla whikas sache! kkkkkk
2° Vc definitivamente não entendeu o clipe do Kaoma! A graça do baguio é as duas crianças se querendo e selando o triunfo do amor sobre a questão etária dançando lambada!
3° Rindo mais ainda do Marrom Bom Bom
=]

Related Posts with Thumbnails